BYOD x COPE: qual a melhor alternativa?

Já falamos sobre as diferenças entre COPE e BYOD aqui no blog. Hoje, apresentamos um infográfico com um comparativo entre os dois modelos. A novidade é que agora o COPE (Corporate Owned, Personally Enabled) vai começar a ser tratado por aqui como Purpose-built devices, termo utilizado pelo Google para se referir aos dispositivos fornecidos por empresas para uso exclusivo no trabalho.

Confira o infográfico: Continue lendo

O conteúdo foi útil? Compartilhe!

COPE: uma alternativa ao BYOD

COPE-Corporate owned, personally enabled

COPE não é uma sigla tão conhecida no cenário da mobilidade, se comparada a buzzword BYOD. No entanto, por se tratar de um modelo mais conservador é utilizado em muitas empresas de grande porte.

Conforme já mencionamos por aqui, a adoção do modelo BYOD (bring your own device) gera uma série de benefícios, mas carrega consigo uma série de preocupações, especialmente em relação à segurança. Assim, apesar de ir de encontro à tendência, a busca por alternativas mais conservadoras segue ganhando espaço.

Entenda as alternativas: Continue lendo

O conteúdo foi útil? Compartilhe!

Prós e contras da adoção do BYOD por empresas

BYOD: prós e contras

BYOD é a sigla em inglês paras Bring Your Own Device (traga seu próprio dispositivo). Em linhas gerais, o conceito abre espaço para que as empresas permitam que seus colaboradores utilizem os dispositivos pessoais (smartphones e tablets) para o trabalho. Dentre as vantagens dessa abordagem, cita-se a redução de custos com a aquisição dos dispositivos, a melhora da experiência do usuário, já que o dispositivo pessoal tende a atender melhor os interesses de cada pessoa, além do imediatismo para que se possa dar início a uma estratégia de mobilidade.

De fato, BYOD gera muitas facilidades, mas nem todos os cenários estão prontos para esse tipo de solução. Se você atua em uma PME, não opera com informações altamente sensíveis e os profissionais possuem um poder aquisitivo e estilo de vida, que permitam adquirir um bom dispositivo, vá em frente. Crie sua política de mobilidade e teste a sua experiência. Mas se sua empresa faz parte de um dos cenários abaixo, a adoção do modelo BYOD pode gerar mais problemas do que benefícios.

Cenários inadequados para a adoção do BYOD:

Continue lendo

O conteúdo foi útil? Compartilhe!