Confira 5 novidades no cloud4mobile

A plataforma de gerenciamento de dispositivos móveis está com uma nova versão e agregou funcionalidades para os administradores, entre elas nova proteção de redefinição de fábrica e gerenciamento de administradores no Console de Operações. Confira detalhes:

1. Nova Proteção de Redefinição de Fábrica

Os dispositivos Android for Works agora possuem uma política de configuração adicional. A Proteção de Redefinição de Fábrica impede que os dispositivos que tenham sido restaurados com as definições de fábrica (hard reset, através de teclas de atalho), sejam utilizados livremente.

O administrador poderá definir uma lista de e-mails do Google, de preferência a mesma utilizada no c4m, que será requerido no caso que o comando de hard reset seja acionado. Depois de feita a tentativa pelo usuário, o dispositivo é bloqueado.

2. Novo escopo por grupo de acesso

O novo escopo permite limitar o acesso de usuários convidados a administrar o Console, para gerenciarem somente a um grupo de dispositivos e acesso restrito na criação e edição de perfis, podendo modificar apenas os dispositivos do grupo da qual foram designados. Essa nova funcionalidade, disponível no Portal de Gerência, permite um gerenciamento maior da própria equipe que administra os grupos de dispositivos do cloud4mobile.

3. Atualização de aplicativos

Agora, os administradores poderão definir se os aplicativos dos dispositivos serão atualizados pelo Google Play: Nunca, sempre que existir atualização disponível, somente com acesso ao Wi-Fi ou pela escolha do usuário. Essa opção estará disponível nas Políticas de Configuração Android for Works.

4. Configuração do tempo de inatividade de um dispositivo

Agora é possível configurar quanto tempo sem comunicação é necessário para que um dispositivo seja considerado como inativo.

5. Os dispositivos serão identificados pelo IMEI

A Identificação Internacional do Equipamento Móvel (IMEI) é uma impressão digital, um número único que identifica cada aparelho de telefone celular. Essa identificação garante mais segurança, visto que a operadora móvel consegue, através deste número, identificar, rastrear e bloquear dispositivos, útil em casos de roubo. A partir de agora, a identificação dos dispositivos será padronizada pelo número do IMEI no Console de Operações.

Também foram feitas correções nas áreas do administrador, comunicação de Launcher com grupos e importação de apps na criação de perfil de Launcher.

Conteúdos relacionados:

5 dicas para garantir a segurança na mobilidade empresarial

Mobile Device Management: Faça você mesmo

Gerência de aplicativos móveis no cloud4mobile

Se tiver dúvidas, entre em contato conosco: contato@cloud4mobile.com.br

O conteúdo foi útil? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *