Cloud computing rompendo barreiras

cloud computing

Cloud computing não é mais algo distante do cotidiano empresarial. Ao contrário! Há poucos dias ocorreu o Gartner Symposium/ITxpo, considerado o principal evento do Gartner para executivos da área de tecnologia, no qual foi discutido amplamente o fenômeno da computação em nuvem. Segundo a consultoria, até 2020 a quantidade de empresas que não adotaram cloud computing será equivalente a quantidade de empresas que não utilizam internet hoje. Ou seja, quase nula. Se formos analisar, esse processo realmente está avançando a passos largos. Pense rapidamente, quantas aplicações web você utiliza hoje, com fins profissionais?

Se há alguns anos falávamos em mobilidade como o grande passo rumo a aceleração dos negócios, a adoção de cloud computing permite colocar um motor a jato nesse processo. Não existem mais barreiras. Basta uma conexão com a internet e lá estão todos os seus processos críticos a qualquer hora, em qualquer lugar. As possibilidades são infinitas. Antigamente, ao pensar em adotar uma determinada tecnologia, você levaria meses (muitas vezes anos) entre o levantamento das necessidades e a entrega do software. Hoje, basta buscar a solução que melhor atende a sua necessidade.

Um exemplo é o cloud4mobile, uma plataforma construída como serviço na nuvem. Seu objetivo é permitir que recursos de MDM sejam incorporados em qualquer aplicação empresarial através de chamadas via API. Para as empresas que não desejam mexer em sua aplicação própria, lá está o sistema oferecido como serviço na nuvem. O MDM em nuvem é uma grande quebra de paradigma, uma vez que antes seu uso era restrito a organizações capazes de investir grandes quantias na aquisição e manutenção de servidores próprios. Graças a computação em nuvem, a adoção de MDM agora é muito mais democrática.

Só nesse ponto já se evidencia a relevante redução de custos, aliada ao rápido retorno sobre o investimento. Esses são apenas dois, dos mais relevantes benefícios de cloud computing. Afinal, ninguém quer deixar dinheiro na mesa. Isso sem falar que sua empresa não ficará comprometida com altos custos para a manutenção evolutiva de sistemas. Item indispensável na conta, já que todos os dias surgem novos dispositivos, novas versões de sistemas operacionais e novas necessidades de negócio, que já não podem aguardar anos para serem atendidas. Hoje mais do que nunca, tempo é dinheiro. Implica na percepção de valor por parte do seu cliente, na produtividade da sua equipe e na redução de desperdícios em processos e investimentos.

Ainda há certo receio, por parte de algumas empresas. As principais dizem respeito a como lidar com questões de segurança.

Esse é outro mito que precisa ser quebrado. A maior parte das soluções em nuvem está hospedada em serviços de infraestrutura altamente confiáveis, como Amazon, Azure, etc. Essas empresas utilizam altos padrões de protocolos, que contribuem para a garantia da segurança das soluções hospedadas. Além disso, os próprios fornecedores contam com mecanismos de autenticação que reforçam essa segurança. Em linhas gerais, é possível afirmar que os riscos de soluções privadas é bem maior, considerando que a maior parte das ameaças entra a partir de ações de usuários, como a abertura de e-mails contaminados, por exemplo.

Há ainda a justificativa do custo, já que migrar para a nuvem implica muitas vezes em abandonar sistemas legados. Nesse sentido, cabem algumas reflexões:

  • Quanto custará manter seu sistema legado atualizado?
  • Por quanto tempo ele será capaz de atender sua necessidade, de forma plena?
  • Quanto custará um processo de migração gradual para soluções em cloud computing?
  • Em quanto tempo ocorrerá o retorno desse investimento?

Existe ainda a opção de adotar um sistema de middleware, que possa atuar como elo entre um sistema legado e uma nova tecnologia. Pode representar um apoio relevante na etapa de migração.

Assim como a mobilidade já se tornou rotina indispensável, a adoção de cloud computing já está ocorrendo dentro da sua empresa. A decisão é apenas se ela ocorrerá nas sombras ou sob um planejamento estruturado. A decisão é sua. E agora, você ainda tem medo de cloud computing?

O conteúdo foi útil? Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *